quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Choque invade Faculdade de Direito da USP


Mesmo após permanência ter sido negociada com vice-diretor, PM invade a ocupação e dá mais um golpe no direito de manifestação

Às 17:00 desta terça feira, dia 21, como parte da Jornada Nacional em Defesa da Educação Pública (promovida por diversas entidades estudantis e movimentos sociais), foi declarada ocupada a Faculdade de Direito da USP. A ocupação era simbólica, uma forma de divulgar as 18 pautas consensuais da Jornada (link), e tinha hora marcada para terminar: 17 horas da quarta- feira.

Cerca de 600 pessoas estavam presentes no momento da ocupação. Foram iniciadas negociações com a Diretoria da Faculdade, que, após saber que era um ato pacífico e de 24 horas, se comprometeu a não chamar a Polícia. Na calada da madrugada, às 2 e 10 da manhã, quando cerca de 300 pessoas permaneciam na ocupação, a maioria dormindo, 120 policiais (40 da Tropa de Choque, 60 da Força Tática e 20 policiais femininas) participaram da operação que invadiu a Faculdade, expulsou e deteu todos os manifestantes, em seguida levados de ônibus à Delegacia.

Interessante observar alguns pontos. Primeiro, acabam-se as últimas dúvidas acerca do caráter ditatorial do governo Estadual, se é que alguém as tinha após os recentes atos de repressão aos trabalhadores da Cosipa e do Metrô. Está claro que essa afronta ao direito de manifestação e organização de todos os cidadãos é regra, e não exceção, no governo Tucano.

Em segundo lugar, a diferença no tratamento dado a esta ocupação, formada não apenas por estudantes, e à Ocupação da Reitoria da USP, iniciada em maio e que permaneceu intocada por 52 dias. Os privilégios de classe ficaram claros também na chegada à delegacia, onde antes de tudo a Polícia perguntava aos detidos se eram ?estudantes? ou ?do movimento?. Na primeira opção, a liberação ficava mais fácil.

E por último, há que se atentar para a importância da discussão da importância dos meios de comunicação, e o quão úteis a uma sociedade menos injusta eles seriam se democratizados. Em momentos como esse, em que vidas estão nas mãos daqueles que empunham armas contra quem deveriam defender, a mídia é fundamental para que a segurança dos mais fracos seja preservada, por mais ?do outro lado? que a atual grande mídia historicamente esteja. Ou alguém acredita que o tratamento já truculento dado aos manifestantes não seria o mesmo das habituais torturas dos DP?s de São Paulo se não houvesse a presença das câmeras? Numa sociedade em que a comunicação esteja a serviço de todos, em que não haja a atual diferença entre comunicadores e comunicados, uma das funções da mídia seria denunciar e combater as violações constantes que a PM comete.

Segundo a Secretaria de Segurança ?Pública?, a desocupação foi ?pacífica? e a invasão da Polícia não necessitou de mandado por ter acontecido a menos de 24 horas da entrada dos manifestantes, o que configuraria flagrante. Segundo o Coronel Camilo, as detenções aconteceram para evitar que ?o pessoal do MST se auto-lesionasse para culpar a PM?. Para o governador José Serra ?não houve invasão da PM, a Tropa de Choque entrou lá para tirar os invasores?.

Hamilton de Souza, professor da PUC, questiona: ?O que causa mais dano à construção da democracia no Brasil, a ocupação simbólica da São Francisco por 24 horas ou a invasão do campus universitário pela PM e a repressão às manifestações públicas??

Nenhum comentário:

MATERIAS PUBLICADAS

universidade livre

universidade livre

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

Arquivo (((Ocupa)))

Arquivo  (((Ocupa)))
Leia mais

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

usp unesp fatec e unicamp na L.uta Professor Funcionario e Estudante

usp unesp fatec  e  unicamp na L.uta Professor  Funcionario e  Estudante
Todos a Luta por uma Universidade publica e de qualidade

amanha vai ser maior

amanha  vai  ser  maior

moção de apoio

moção  de  apoio

assembleia geral dos estudantes

assembleia geral dos  estudantes
Enfrente a Reitoria ocupada

Universidade livre

Universidade  livre
auntonomia

moção de apoio

moção  de  apoio

todos por uma universidade livre

todos por  uma universidade  livre

universidade de são paulo

universidade de são paulo
((((((( usp )))))))))

assembleia geral dos estudantes

assembleia geral  dos  estudantes
dentro da Reitoria . deciden a ocupaçao

!!!!!!!!!!!!!!!!!autonomia já!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!autonomia já!!!!!!!!!!!!!!!!!!
fora os decretos

Mural da cultura da ocupçao

Mural da  cultura  da  ocupçao

Charge De Felipe Rios

Charge De Felipe Rios

fora os decretos

fora  os decretos

Todos a Luta

Todos  a  Luta

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!(((ocupa)))!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!(((ocupa)))!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
(((((((((((((((OcUpA)))))))))))))

assembleia geral dos estudantes

assembleia  geral  dos  estudantes
enfrente da Reitoria

Assembleia dos Estudantes

Assembleia dos  Estudantes
Dentro da Reitoria Deciden a ocupçao

na charge de Flipe Rios

na  charge de  Flipe Rios

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

fora decretos

fora  decretos