sexta-feira, 1 de maio de 2009

FUNCIONÁRIOS: GREVE dia 5 de maio

Estudantes ocupam a sede do DCE!

SOLANGE CONCEIÇÃO LOPES VELOSO
Funcionária da Coseas e Diretora do Sintusp

DULCE HELENA DE BRITO
Funcionária da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e Representante da Congregação FMRP




NELI MARIA PASCHOARELLI WADA
Funcionária do HRAC/Bauru e CSEB e Coordenadora do CDB/Sintusp



Assembleia Geral dos Funcionários da USP, realizada em 23/4, dia de paralisação, aprova GREVE a partir do dia 5 de maio






ESTUDANTES: Paralisação 5 de maio
Os estudantes da USP realizaram assembleia na 5ª feira (23/4) e decidiram: PARALISAR NO DIA 5 DE MAIO, mesmo dia do início da nossa greve. Ao final da assembleia dezenas de estudantes se deslocaram até o centro de vivência, em frente à reitoria e reocuparam o espaço do DCE, onde permanecem até o momento.
TODO NOSSO APOIO AOS ESTUDANTES DA USP!
Viva a Unificação da luta dos trabalhadores com o movimento estudantil organizado!
CRUESP NÃO AGENDA NEGOCIAÇÃO DA CAMPANHA/2009 E DESMARCA REUNIÃO AGENDADA PARA O DIA 24 DE ABRIL
No dia 16 de abril o chefe de gabinete da reitora Suely recebeu a Pauta Unificada do Fórum das Seis, comprometendo-se em contatar os 3 reitores para agendar reunião de negociação, o que até dia 24 não ocorreu.
Além de não marcar a reunião solicitada pelo Fórum das Seis, o Cruesp desmarcou uma outra reunião já agendada pela presidente do Cruesp, Suely Vilela, para o dia 24 de abril.
A assembleia geral dos funcionários da USP, além de aprovar a GREVE a partir do dia 5 de maio, deliberou também que caso a reunião de negociação se dê antes do dia 5 de maio haverá paralisação dos funcionários com Ato Público em frente à reitoria da USP, onde deverá ocorrer a negociação. Nesse dia haverá também uma assembleia para avaliar a resposta do Cruesp.
Estudantes ocupam a sede do DCE! trecho extraido do boletim do DCE/USP
Desde 2006, com o argumento de reforma e regulamentação do espaço, a Reitoria manteve a sede do DCE fechada.Agora, terminada a reforma, a Reitoria simplesmente informou ao DCE que o espaço seria controlado por ela, acabando com a histórica autonomia financeira e política dos estudantes.
5ª feira (23/4), à noite, a assembléia geral dos estudantes da USP, com mais de 400 presentes, decidiu retomar o espaço, que foi ocupado e agora está sob controle estudantil!Essa ocupação é o primeiro passo na luta em torno dos 3 eixos aprovados na assembléia:
NENHUM CENTAVO A MENOS PARA A EDUCAÇÃO!A crise econômica vai gerar impactos catastróficos sobre o orçamento da Universidade. O ICMS – cuja parcela é o único sustento das estaduais paulistas – sofreu uma queda na ordem de 20%.Esse cenário anuncia um corte de verbas no nosso orçamento por parte do governo Serra.
ABAIXO A UNIVESP!No final de 2008 foi aprovado o programa UNIVESP, que aprofunda a precarização da educação através do ensino à distância nas estaduais paulistas. Aqui na USP já foram criadas 360 vagas de licenciatura em ciências.
ABAIXO A REPRESSÃO!Para implementar esses ataques, a Reitoria vem encaminhando processos de sindicância contra estudantes e funcionários devido a greves e à ocupação da Reitoria de 2007, assim como a retirada de espaços estudantis e a demissão do funcionário e diretor do Sintusp, Brandão.
AGENDE:
Dia 28 de abril:
• às 12h30, no Sindicato - Reunião do Conselho Diretor de Base do Sintusp para elaborar a Pauta de Reivindicações Específicas da Categoria
Dia 29 de abril:
• às 17 horas, no Sindicato - Reunião do Comando de Mobilização/Greve
Dia 29 vote 7, 8, 9 para CCRH
Nº 7
SOLANGE CONCEIÇÃO LOPES VELOSO
Funcionária da Coseas e Diretora do Sintusp


Nº 8
DULCE HELENA DE BRITO
Funcionária da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto e Representante da Congregação FMRP
Nº 9
NELI MARIA PASCHOARELLI WADA
Funcionária do HRAC/Bauru e CSEB e Coordenadora do CDB/Sintusp

Assembleia Geral dos Funcionários da USP, realizada em 23/4, dia de paralisação, aprova GREVE a partir do dia 5 de maio
Mais de 600 funcionários da USP compareceram à História para a assembleia que decidiu entrar em greve a partir do dia 5 de maio, caso não haja reunião de negociação até lá, ou ocorra uma reunião de negociação e nossas reivindicações não sejam atendidas.
Havendo negociação antes do dia 5 haverá paralisação dos funcionários da USP e Ato Público dos funcionários, estudantes e professores das 3 Universidades (USP, Unesp e Unicamp) em frente à reitoria da USP, onde deverá ocorrer a reunião de negociação. Nesse mesmo dia, os funcionários da USP avaliarão a resposta do Cruesp às nossas principais reivindicações.
A assembleia aprovou como principais itens: a readmissão do companheiro Brandão, diretor do Sintusp demitido por atividades sindicais; R$ 200,00 incorporados ao salário e 17% de reposição parcial das perdas (42%) desde 1989; retirada dos processos contra outros militantes e multa de R$ 346.000,00 pela ocupação da reitoria em 2007; a garantia do emprego dos atuais 5.214 funcionários da USP,contratados após 1988, que tem suas vagas questionadas pelo Tribunal de Contas e, pela derrubada do Sistema de Gestão de Pessoas por Competência - que a reitoria chama de Carreira.
Dia 5 de maio também está marcada uma nova assembleia dos funcionários da USP.
Nossos esclarecimentos sobre as 5.214 contratações irregulares...clique aqui e leia a publicação especial do Sintusp
Querem intimidar os trabalhadores da USP,NÃO CONSEGUIRÃO!


Telefone: 3091-4380 / 3091-4381 - Fax: 3814-5789 mailto:sintusp.org.br
e

6 comentários:

Anônimo disse...

Bando de fracassados

Marcelo "Xaion" disse...

**""ESTUDANTES: Paralisação 5 de maio
Os estudantes da USP realizaram assembleia na 5ª feira (23/4) e decidiram: PARALISAR NO DIA 5 DE MAIO, mesmo dia do início da nossa greve.""**

"Decidimos" na cadeia! Os alunos da Letras deixaram bem clara sua posição no ultimo dia 29 de Abril, quando, em votação, se negaram a paralisar.

Ah, Bando de fracassados.

Anônimo disse...

Fora ao FRACASSADO Brandão.

Anônimo disse...

E o fracasso continua..

Anônimo disse...

Já foi tarde.
Que demitam todos os que trabalham para o SINTUSP, e não para a USP.
Tomara que ele tenha arranjado outro emprego já.

Anônimo disse...

Pra assediar funcionárias e vagabundear como na USP?

Tomara que ele seja preso como merece, isso sim.

MATERIAS PUBLICADAS

universidade livre

universidade livre

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

Arquivo (((Ocupa)))

Arquivo  (((Ocupa)))
Leia mais

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

usp unesp fatec e unicamp na L.uta Professor Funcionario e Estudante

usp unesp fatec  e  unicamp na L.uta Professor  Funcionario e  Estudante
Todos a Luta por uma Universidade publica e de qualidade

amanha vai ser maior

amanha  vai  ser  maior

moção de apoio

moção  de  apoio

assembleia geral dos estudantes

assembleia geral dos  estudantes
Enfrente a Reitoria ocupada

Universidade livre

Universidade  livre
auntonomia

moção de apoio

moção  de  apoio

todos por uma universidade livre

todos por  uma universidade  livre

universidade de são paulo

universidade de são paulo
((((((( usp )))))))))

assembleia geral dos estudantes

assembleia geral  dos  estudantes
dentro da Reitoria . deciden a ocupaçao

!!!!!!!!!!!!!!!!!autonomia já!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!autonomia já!!!!!!!!!!!!!!!!!!
fora os decretos

Mural da cultura da ocupçao

Mural da  cultura  da  ocupçao

Charge De Felipe Rios

Charge De Felipe Rios

fora os decretos

fora  os decretos

Todos a Luta

Todos  a  Luta

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!(((ocupa)))!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!(((ocupa)))!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
(((((((((((((((OcUpA)))))))))))))

assembleia geral dos estudantes

assembleia  geral  dos  estudantes
enfrente da Reitoria

Assembleia dos Estudantes

Assembleia dos  Estudantes
Dentro da Reitoria Deciden a ocupçao

na charge de Flipe Rios

na  charge de  Flipe Rios

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

fora decretos

fora  decretos