quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Tropa de Choque segue mandato de reitregação de posse na Unesp-Araraquara .



Na madrugada dessa quarta-feira (20), na calada da noite, o prédio da diretoria da Unesp-Araraquara foi desocupado por cerca de 180 soldados da Tropa de Choque. O despejo ocorreu sem reunião dos ocupantes com o comando da polícia militar para programar a saída e durante a madrugada, praxe não utilizada em outros despejos. No local havia cerca de 100 estudantes de diversos cursos, os quais foram levados à 4ª DP. A ocupação ocorreu no dia 13 de Junho em protesto contra a repressão na Unesp e contra os decretos do governador José Serra que ameaçam a autonomia das universidades estaduais. O mandado de reintegração de posse foi entregue de surpresa no dia 15, durante uma reunião de negociação com a diretoria.

A entrada do Campus Júlio de Mesquita Filho foi tomada pelos policiais, que impediam o acesso dos repórteres ao local onde a reintegração estava ocorrendo. Quatro unidades da Unesp ainda estão ocupadas por estudantes nas cidades de Ourinhos, Rio Claro, Assis e Franca. Em nota pública o reitor da Unesp, Marcos Macari, diz que não vai discutir as reivindicações sob pressão e, em tom ameaçador, diz que irá apurar as responsabilidades dos envolvidos e que não hesitará em "recorrer à Justiça para restabelecer o respeito à civilidade, ao diálogo e à razão".

A reitoria da Unesp possui um histórico ofensivo contra as mobilizações estudantis. Em 2005, quinze estudantes do campus de Marília foram ameaçados de expulsão por supostamente terem violados documentos sigilosos durante a ocupação da diretoria local. Em novembro desse mesmo ano, sete estudantes do campus de Franca foram expulsos, após uma perfomance artística de protesto. Dessa forma o reitor Marcos Macari oculta, por trás dos jargões de "civilidade, diálogo e razão", a gestão mais repressora da história da UNESP.


Alerta Estadual

A ação repressora na Unesp Araraquara é um aviso aos estudantes das outras universidades estaduais, principalmente as que têm prédios ocupados como forma de protesto. Os estudantes de Araraquara foram pegos de surpresa numa ação marcada por procedimentos incomuns, como o horário impróprio em que foi realizada a reintegração e as dificuldades impostas à imprensa no registro da ação policial. A policia apostou (e ganhou) no elemento surpresa.

A reitoria da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) decidiu, na tarde desta terça-feira (19), entrar na Justiça com pedido de reintegração de posse do prédio da diretoria acadêmica, ocupado por estudantes desde segunda-feira (18). Em nota emitida pela assessoria de imprensa, a reitoria disse que "está tomando as medidas judiciais cabíveis para a preservação do patrimônio público e para a normalização das atividades", disse também que não vai negociar com os manifestantes.

Na USP a ocupação da reitoria completa 48 dias sob ameaça constante de reintegração de posse. No final de semana passada a reitoria ocupada foi palco de um encontro nacional de estudantes, que tirou como indicativo uma nova onda de ocupações de reitoria em agosto e uma marcha nacional até Brasília em defesa do ensino público. Os ocupantes divulgaram uma nota no blog da ocupação, solicitando a reabertura de negociações com a reitoria como condição para desocupar o prédio.

Federais

Nas universidades federais, as ocupações de reitoria se alastram rapidamente. Na Universidade Federal do Espítiro Santo a reitoria continua ocupada. Na federal do Pará os estudantes decidiram permanecer em ocupação por tempo indeterminado. A UFPA é a maior federal do país em número de graduandos. Diversas outras federais estão com processos de mobilizacao, tornando-se comum e organizado o método de ação direta e desobediência civil para buscar melhorias concretas na comunidade universitária. Porém, qualquer possibilidade de vitória, seja nas estaduais, seja nas federais, passa pela união das três categorias (estudantes, professores e funcionários).



Nenhum comentário:

MATERIAS PUBLICADAS

universidade livre

universidade livre

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

Arquivo (((Ocupa)))

Arquivo  (((Ocupa)))
Leia mais

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

usp unesp fatec e unicamp na L.uta Professor Funcionario e Estudante

usp unesp fatec  e  unicamp na L.uta Professor  Funcionario e  Estudante
Todos a Luta por uma Universidade publica e de qualidade

amanha vai ser maior

amanha  vai  ser  maior

moção de apoio

moção  de  apoio

assembleia geral dos estudantes

assembleia geral dos  estudantes
Enfrente a Reitoria ocupada

Universidade livre

Universidade  livre
auntonomia

moção de apoio

moção  de  apoio

todos por uma universidade livre

todos por  uma universidade  livre

universidade de são paulo

universidade de são paulo
((((((( usp )))))))))

assembleia geral dos estudantes

assembleia geral  dos  estudantes
dentro da Reitoria . deciden a ocupaçao

!!!!!!!!!!!!!!!!!autonomia já!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!autonomia já!!!!!!!!!!!!!!!!!!
fora os decretos

Mural da cultura da ocupçao

Mural da  cultura  da  ocupçao

Charge De Felipe Rios

Charge De Felipe Rios

fora os decretos

fora  os decretos

Todos a Luta

Todos  a  Luta

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!(((ocupa)))!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!(((ocupa)))!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
(((((((((((((((OcUpA)))))))))))))

assembleia geral dos estudantes

assembleia  geral  dos  estudantes
enfrente da Reitoria

Assembleia dos Estudantes

Assembleia dos  Estudantes
Dentro da Reitoria Deciden a ocupçao

na charge de Flipe Rios

na  charge de  Flipe Rios

Mural da cultura da ocupaçao

Mural da cultura da ocupaçao

fora decretos

fora  decretos